Normais Gerais

Eliminação, Desempate e Classificação

 

7.1 CRITÉRIOS DE ELIMINAÇÃO APÓS A PRIMEIRA ETAPA

7.1.1 Correção das Provas Escritas-Objetivas e da Redação
A correção de todas as provas a serem utilizadas como primeira etapa do Vestibular UFPE-2010 se dará sob a supervisão e responsabilidade do INEP/MEC, no contexto do ENEM-2009.
As notas obtidas pelo candidato e liberadas pelos organizadores do ENEM-2009, serão transformadas, pelo critério de proporcionalidade, para a escala numérica de zero a dez pontos para emprego no processo classificatório do Vestibular UFPE-2010, com exceção da nota da redação, a qual será transformada proporcionalmente na escala de zero a oito pontos.

7.1.2 O Eliminação após a Primeira Etapa
Sem prejuízo de outros critérios e a qualquer tempo, estarão eliminados do processo de classificação os candidatos que se enquadrarem, em relação ao ENEM-2009, em uma ou mais dentre as seguintes condições:

    • For excluído por ato dos organizadores daquele exame;
    • Faltar qualquer das provas;
    • Obtiver nota zero em qualquer das provas.

    7.1.3 Desempenho após a Primeira Etapa (D1)
    O desempenho após a primeira etapa do Vestibular UFPE-2010 será calculado para cada candidato pela média ponderada das notas obtidas no ENEM-2009 (Parte objetiva), todas referidas na escala numérica de zero a dez, com base na tabela de pesos incluída no Quadro IX, com exceção dos candidatos vinculados ao Grupo 06.
    Para os candidatos com opção por cursos do Grupo 06 (Música), haverá agregação da nota obtida no Teste de Habilidade (Solfejo), na escala de zero a dez, e, neste caso, o desempenho após a primeira etapa será definido pela média aritmética entre a nota da prova de solfejo e a média ponderada das notas obtidas do ENEM-2009, esta também calculada com base nos pesos constantes do quadro abaixo:

    QUADRO IX - PESOS PARA CÁLCULO DA MÉDIA PONDERADA DAS NOTAS DO ENEM-2009

    PRIMEIRA ETAPA / VESTIBULAR UFPE-2010
    PROVA NOTAS OBTIDAS NO ENEM 2009 PESOS
    P1 Ciências Humanas e suas Tecnologias 2,25
    P2 Ciências da Natureza e suas Tecnologias 2,25
    P3 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. 3,0
    RE Redação (*) X
    P4 Matemática e suas Tecnologias 1,5
    SOMA DOS PESOS 9,0
    (*) A nota na redação obtida no ENEM-2009 comporá parte da nota na prova de Português 1, a qual será completada com adição das notas obtidas em 02 (duas) questões discursivas a serem realizadas na segunda etapa.

    Efetivamente, o desempenho do candidato após a primeira etapa será aferido mediante o cálculo de uma dentre as seguintes expressões:

    D1 = [2,25x(P1+P2)+3,0xP3+1,5xP4]/9,

    em que:

    D1= desempenho do candidato após a primeira etapa, sendo {P1, P2, P3, P4} = conjunto das notas obtidas pelo candidato na parte objetiva do ENEM - 2009, transformadas na escala de notas de 0 a 10;

    ou, exclusivamente, para candidatos com preferência por qualquer dos cursos de Música (Grupo 06), por:

    D1 = {[[2,25x(P1+P2)+3,0xP3+1,5xP4]/9]+SF}/2

    em que:

    SF = nota na prova de solfejo, na escala de zero a dez, obtida no Teste de Habilidade em Música.

    7.2 CRITÉRIOS DE ELIMINAÇÃO APÓS A PRIMEIRA ETAPA (PONTOS DE CORTE)

    7.2.1Correção das Provas Objetivas (2ª Etapa)
    Todos os candidatos presentes e não-eliminados terão suas questões objetivas corrigidas eletronicamente, com atribuição de notas na escala de 0 (zero) a 10 (dez) pontos para as matérias específicas objeto de exame na segunda etapa.
    Definidas as notas por provas aplicadas na segunda etapa, será calculada a Média Específica Individual (MEI), que consistirá na média aritmética das notas obtidas pelo candidato nas matérias examinadas por provas objetivas na segunda etapa.
    O cálculo da MEI terá por finalidade estabelecer uma relação nominal para fins de identificação/codificação dos “Cadernos de Respostas às Questões Discursivas” que serão efetivamente corrigidos e, em consequência, servir de referência para eliminação de candidatos na segunda etapa, exceto para o Grupo 09.
    Os candidatos serão relacionados, por curso/unidade acadêmica, em ordem decrescente de valor da MEI, no limite dos quantitativos especificados no quadro abaixo:

    QUADRO X - PROVAS DE PORTUGUÊS 1 QUE TERÃO AS QUESTÕES DISCURSIVAS CORRIGIDAS (2ª ETAPA)*

    NÚMERO DE CANDIDATOS POR CURSO E UNIDADE ACADÊMICA/VAGA PROVAS A SEREM CORRIGIDAS
    Menos de 3 candidatos/vaga 2 vezes o número de vagas/curso
    03 a 06 candidatos/vaga 3 vezes o número de vagas/curso
    Mais de 6 e menos de 12 candidatos/vaga 4 vezes o número de vagas/curso
    Mais de 12 candidatos/vagas 5 vezes o número de vagas/curso
    Em caso de empates na última colocação, todos os candidatos em tal situação terão as questões discursivas da prova de Português 1 corrigidas.
    (*)Todos os candidatos com preferência por curso do Grupo 09 terão as questões discursivas corrigidas, independente da razão candidato /vaga.

    7.2.2 Correção das Questões Discursivas (Português 1)
    Para os candidatos presentes, não-excluídos ou não-eliminados, e que não declararam estar prestando Vestibular por experiência, haverá limitações, por curso/unidade acadêmica, do número de provas de Português 1 a terem corrigidas as questões discursivas, conforme quantitativo constante no Quadro X.
    Em particular, todos os candidatos presentes, não-excluídos ou não-eliminados, e que não declararam estar prestando o Vestibular UFPE-2010 por experiência com preferência por cursos do Grupo 09 terão suas questões discursivas corrigidas.
    Quando da divulgação do resultado da primeira classificação do Vestibular UFPE-2010, serão divulgadas a nota da redação, a nota das questões discursivas e a MEI para cada curso/Unidade Acadêmica. Nessa oportunidade, será disponibilizado o menor valor da MEI correspondente à última posição na relação nominal dos candidatos que tiveram suas questões discursivas corrigidas.
    O candidato que não tiver a suas questões discursivas corrigidas terá acesso ao valor da sua MEI no site www.covest.com.br.

    7.2.3 Pontos de Corte após a Segunda Etapa
    Após a aplicação da segunda etapa de provas, será eliminado o candidato que:

    a) Faltar a qualquer uma das provas;
    b) Obtiver nota inferior a 2,5 (dois vírgula cinco), na redação da prova de Português 1;
    c) Nota zero em qualquer das outras provas específicas;
    d) Não estiver relacionado no contingente daqueles com suas questões discursivas da prova de Português 1 corrigidas, de acordo com as condições especificadas nos itens 7.2.1 e 7.2.2.
    e) Optou pelo curso ENGENHARIAS GTG (Grupo 03) e não obteve notas em cada uma das provas de Matemática, Física e Química igual ou superior ao máximo entre 2,0 (dois) pontos e a metade (50%) da média aritmética das notas registradas em cada uma dessas provas pelos candidatos com preferência por vagas no curso Engenharias CTG.
    f) Possuir vínculo institucional com a UFPE em curso diferente daquele para o qual foi classificado nesse processo seletivo e que não requerer desistência daquele vinculo a tempo de realizar sua matricula acadêmica em novo curso.

    7.2.4 Desempenho na Segunda Etapa (D2)

    Exceto para os inscritos com preferência pelos cursos de Bacharelado em Música/Canto ou Música/Instrumento, os demais candidatos não-eliminados ou não-excluídos na etapa anterior terão o desempenho na segunda etapa (D2) medido pela média ponderada das notas obtidas nas provas, calculadas com base na preferência pelo grupo de cursos e nos pesos constantes no Quadro XI, abaixo.

    Quadro XI - TABELA DE PESOS POR PROVA NA SEGUNDA ETAPA

    TABELA DE PESOS POR PROVA NA SEGUNDA ETAPA
    PROVAS 01 02 03 04 05 06 07 08 09
    PORTUGUÊS 1 4 3 3 3 3 3 3,5 3 1
    PORTUGUÊS 2   2              
    LITERATURA         2        
    HISTÓRIA 1 3     2 1 2,5 2  
    GEOGRAFIA 1 2           2  
    LÍNGUA ESTRANGEIRA 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
    LÍNGUA ESTRANGEIRA 2         3 1   3  
    MATEMÁTICA 4   3       2    
    FÍSICA     2 2          
    QUÍMICA     2 2          
    BIOLOGIA       3          
    TEORIA MUSICAL           5      
    GEOMETRIA GRÁFICA             2    
    Total dos Pesos 11 11 11 11 11 11 11 11 2

    Independentemente de curso de preferência dos candidatos, a nota de Português 1, na escala de zero a dez, inclui a nota da Redação (ENEM-2009) e a nota nas questões discursivas.

    7.2.5 Desempenho na Segunda Etapa (Grupo 06)
    Exceto para os candidatos com preferência pelos cursos de Bacharelado em Música/Canto e Música/Instrumento, todos os demais terão o seu desempenho após a segunda etapa definido como D2, conforme explicado no item anterior.

    O candidato com opção para o Bacharelado em Música terá definido o desempenho após a segunda etapa pela média aritmética do desempenho na segunda etapa e a nota na segunda fase do Teste de Habilidade em Música, medida na escala de zero a dez pontos.

    7.3 CRITÉRIO DE ELIMINAÇÃO APÓS A TERCEIRA ETAPA (GRUPO 09)

    Na fase de formação pré-acadêmica será eliminado do concurso o candidato que se enquadrar em uma ou mais das situações descritas abaixo:

    a) inscrição por experiência ou não-apresentação dos documentos comprobatórios de conclusão do Ensino Médio ou equivalente nas datas previstas para a matricula acadêmica;
    b) frequência inferior a 75% das aulas ministradas em qualquer das disciplinas formativas;
    c) falta a uma das avaliações parciais e à segunda chamada correspondente em qualquer das disciplinas formativas;
    d) falta a mais de uma avaliação parcial em uma das disciplinas formativas;
    e) falta ao exame final de qualquer das disciplinas formativas;
    f) rendimento acadêmico final (RD) inferior a 5,0 (cinco) pontos em qualquer das disciplinas formativas, conforme especificadas no item 7.3.1.1.

    7.3.1 Avaliação do Desempenho do Candidato na Terceira Etapa (Grupo 09)
    Nas disciplinas formativas, o candidato se submeterá a três avaliações parciais e a um exame final, com notas na escala de 0 a 10 pontos, conforme especificações estabelecidas no Plano de Ensino da Disciplina de Formação Pré-acadêmica (PED).

    7.3.1.1 Rendimento Acadêmico Final nas Disciplinas Formativas
    Para cada disciplina do curso formativo, o rendimento acadêmico final será dado por:

    RD = MÁXIMO {RES, 5 + MÍNIMO [0,(RES - MED)]}
    em que:

    RD

    =

    Rendimento acadêmico final do candidato na disciplina cursada;

    RES

    =

    média aritmética da nota do exame final e da média aritmética das avaliações parciais, ou 0 (zero) para os candidatos eliminados por uma das alíneas b, c, d e e do item 7.3;

    MED

    =

    mediana dos resultados (RES) obtidos pelos candidatos, sendo calculada retirando-se, da lista desses resultados, um determinado número, referente ao menor inteiro maior que a metade dos resultados RES = 0, dentre os resultados obtidos pelos candidatos eliminados por uma das alíneas b, c, d e e do item 7.3, de tal forma que a lista resultante tenha um número ímpar de resultados. A mediana é calculada dessa lista resultante.

    7.3.1.2 Desempenho dos Candidatos nas Disciplinas Formativas na Terceira Etapa (D3)

    O desempenho dos candidatos não-eliminados, na terceira etapa, será calculado com base na média aritmética do rendimento (RD), em cada uma das disciplinas cursadas, pela aplicação da seguinte expressão:

    D3 = (RD1+ RD2)/2

    em que:

    D3

    =

    desempenho individual do candidato na 3ª. etapa;

    RD1

    =

    Rendimento final do candidato na disciplina formativa I;

    RD2

    =

    Rendimento final do candidato na disciplina formativa II.

    7.4 CRITÉRIOS ADICIONAIS DE ELIMINAÇÃO

    Durante a segunda etapa, será eliminado o candidato que:

    a) consultar livros, manuais, réguas de cálculo, ábacos, calculadoras, relógios munidos com calculadora; utilizar ou portar aparelho de comunicação, munido ou não de câmera fotográfica, telefones móveis (celulares), bip, qualquer outro equipamento de telecomunicação, ou dispositivos capazes, por qualquer meio, de armazenar dados, sons ou imagens.
    b) se apresentar para prestar provas em local distinto daquele para o qual foi designado, conforme consta no CCI.
    c) estiver inscrito por experiência.

    O candidato apanhado portando telefone móvel ou qualquer outro equipamento capaz de armazenar, transmitir dados ou imagens, ainda que desligado e sem bateria, será eliminado do processo de classificação..


    7.5
    ARGUMENTO DE CLASSIFICAÇÃO 

    A metodologia empregada para definição e cálculo de Argumento de Classificação (ARG) encontra-se sistematizada no Quadro XII, abaixo, conforme preferências do candidato por unidade acadêmica e grupo de curso.
    Em particular, o candidato que optar pelos incentivos previstos nas políticas institucionais de inclusão social e não comprovar, no ato da matrícula, o preenchimento dos requisitos terá recalculado seu argumento de classificação como se não tivesse solicitado o benefício.


    QUADRO XII - CÁLCULO DO ARGUMENTO DE CLASSIFICAÇÃO

    CÁLCULO DO ARGUMENTO DE CLASSIFICAÇÃO
    UNIDADE ACADÊMICA GRUPOS ARGUMENTO DE CLASSIFICAÇÃO (ARG) INCENTIVO (*)
    RECIFE 1 a 8 ARG = (4,5xD1+5,5xD2)/10 NÃO
    ARG = 1,1x[(4,5xD1+5,5xD2)/10] SIM
    9 ARG=D3 NÃO
    CARUARU OU VITÓRIA DE SANTO ANTÃO 1, 2, 3, 4 e 7 ARG = (4,5xD1+5,5xD2)/10 NÃO
    ARG =1,1x[(4,5xD1+5,5xD2)/10] SIM
    Legenda: D1 = desempenho do candidato na primeira etapa; D2 = desempenho do candidato na segunda etapa; D3 = Desempenho do candidato após a terceira etapa;
    (*) Incentivo, condicional, mediante requerimento prévio no formulário de inscrição.
     

    7.5.1 ARGUMENTO DE CLASSIFICAÇÃO APÓS A TERCEIRA ETAPA

    Os candidatos aos cursos do Grupo 09 serão classificados para ingresso definitivo na UFPE em ordem decrescente do argumento de classificação ARG=D3

    7.6 PROCESSO CLASSIFICATÓRIO
     
      Obedecendo-se aos critérios de exclusão, eliminação e separados do processo os candidatos que declararam participar do concurso por experiência, os demais candidatos serão nominalmente ordenados, de acordo com a opção por curso/unidade acadêmica, em ordem decrescente dos argumentos individuais de classificação (ARG).
    Assim, o critério para definir se vai prevalecer a primeira, a segunda ou outra preferência do candidato é a existência de vagas no curso/unidade acadêmica/turno pelo qual optou, respeitada a ordem decrescente do Argumento de Classificação.
    Caso o número de candidatos aprovados em uma opção de entrada/turno seja inferior a 10 (dez), a UFPE se reserva o direito de remanejá-los para outro turno na mesma unidade acadêmica, de acordo com as demais preferências indicadas pelo candidato no ato da inscrição. Caso não haja indicação no formulário de inscrição da preferência por turno em que exista possibilidade de absorção, o candidato será consultado quanto à conveniência da mudança.
    Os candidatos que optarem pelo Conjunto Engenharias CTG (Grupo 03) serão classificados no limite correspondente ao somatório das vagas de todos os cursos que o compõe. Nesse caso específico, não haverá classificação por curso.

    7.6.1 Reclassificação / Remanejamentos

    7.6.1.1 Na hipótese de que candidatos classificados não formalizarem a matrícula, proceder-se-ão novas chamadas de classificados para as vagas não-preenchidas (reclassificação), inclusive com remanejamento de candidatos já atendidos em outras preferências de entrada/turno.

    7.6.1.2 Ocorrerão também remanejamentos ao constatar-se no ato da matrícula a existência de candidatos já vinculados ao mesmo curso, em quaisquer de suas unidades acadêmicas. Nesse caso, igual número de candidatos classificáveis serão convocados para a matrícula na mesma unidade acadêmica para a qual o candidato já vinculado foi aprovado, obedecendo-se a ordem decrescente do argumento de classificação.

    7.6.1.3 Em particular, poderão ocorrer remanejamentos para a licenciatura em Letras e também para o bacharelado em Música-Instrumento (habilitação). Em ambos os casos, os remanejamentos ocorrerão por habilitação.

    7.6.1.4 Os remanejamentos também ocorrerão no preenchimento das vagas relativas aos cursos do Grupo 09. Tais remanejamentos poderão ocorrer na convocação para a formação pré-acadêmica (terceira etapa), ou no preenchimento das vagas definitivas após a terceira etapa.

    7.6.1.5 As novas chamadas (reclassificações) obedecerão à ordem decrescente dos argumentos de classificação dos candidatos de acordo com a opção de curso/unidade acadêmica e das preferências de turno e entrada declaradas no ato da inscrição.
     
    7.6.1.6 Novos remanejamentos se realizarão, sucessivas vezes, até que sejam convocados todos os candidatos classificáveis no mesmo curso/unidade acadêmica, ou até se esgotar o prazo previsto para os remanejamentos, que é de no máximo decorridos 5 (cinco) dias úteis contados a partir do primeiro dia de aula da respectiva entrada, conforme previsto no calendário acadêmico.

    7.6.1.7   No Edital de Matrícula constará pelo menos a programação das três (re)classificações iniciais, para as quais há datas pré-fixadas.

    7.6.2 Critérios de Desempate

    No caso de empate nos argumentos de classificação para preenchimento da última vaga em dado curso/unidade acadêmica ou para a participação na terceira etapa associada aos cursos do Grupo 09, o desempate ocorrerá mediante aplicação sucessiva dos seguintes critérios:

    QUADRO XIII - CRITÉRIOS DE DESEMPATE NO PROCESSO CLASSIFICATÓRIO

    GRUPOS: 01 a 08 a) Melhor desempenho na segunda etapa;
    b) Melhor nota na redação;
    GRUPO 09 (convocação para a terceira etapa) Melhor nota na redação, para a convocação para o período de formação pré-acadêmica, a qual constituirá a terceira etapa do processo seletivo.
    GRUPO 09 (após a terceira etapa) Após a formação pré-acadêmica, ocorrendo empate na última colocação para ingresso em cada curso, serão aplicados para solução da disputa os seguintes critérios, sucessivamente:

    a) Melhor média aritmética dos resultados (RES) nas disciplinas cursadas;
    b) Melhor resultado da primeira etapa;
    c) Maior nota na Redação.

     

    Próximo texto: Normais Gerais » Vagas remanescentes e reopção

Mais de 1.600 vagas e 15 novos cursos. Total de 9.846 vagas e 134 graduações. Provas: 1ª etapa - 23 de novembro e 2ª etapa 07 e 08 de dezembro.

Inscrições pela internet até 09 de setembro. Informações: (81) 3412-0800 ou www.covest.com.br